Estudo de farmacêutica aborda prescrição de fibras a pacientes obesos

O estudo da prescrição farmacêutica para pacientes obesos ganhou mais uma contribuição para a área. A farmacêutica Heloísa Alves, juntamente com o orientador Profº Drº Max Viana, teve seu trabalho “Prescrição farmacêutica de fibras na farmacoterapêutica do paciente obeso”aceito no I Congresso Norte-Nordeste de Saúde Pública.

A pesquisa buscou demonstrar a importância da prescrição farmacêutica de fibras na farmacoterapêutica do paciente obeso, através do fornecimento de orientações necessárias sobre a terapêutica. “Foi um estudo de caráter exploratório, descritivo, com coleta retrospectiva dos dados, utilizando-se da revisão da literatura, através da pesquisa bibliográfica de artigos científicos em bases de dados online”, explica. O aceite do trabalho “foi uma grata surpresa” segundo Heloísa, pois de acordo com a organização do evento foram recebidas mais de três mil submissões de trabalhos científicos, dentre estes, resumos simples e trabalhos completos.

Farmacêutica há sete anos, Heloísa atualmente é professora auxiliar no curso de Gestão Hospitalar, na Universidade Estadial de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Além da Especialização em Farmacologia Clínica e Farmácia Clínica com ênfase em prescrição farmacêutica, oferecida pela Faculdade Cathedral em parceria com o IBras, ela também é especializada em Microbiologia Clínica e Hospitalar, bem como mestre em Pesquisa em Saúde. O trabalho é fruto do TCC da Especialização que realizou com o IBras, o que segundo ela a auxiliou desenvolvimento do trabalho e na sua vida profissional. “Foi importante para desenvolvimento de competências na área, e hoje penso em trabalhar com produtos naturais no meu doutorado”, ressalta.

Resultados

Durante a pesquisa foram elencadas as fibras mais estudadas e utilizadas como suplementação, a exemplo da quitosana, psyllium, β-glucana e pectina. “Em todos eles foi possível observar que a ingestão diária da quantidade necessária de fibras alimentares é uma coadjuvante na terapêutica do paciente obeso, pois auxilia na perda de peso e é capaz de reduzir os níveis sanguíneos pós-prandiais da glicose e/ou insulina, contribuir na modulação da função intestinal e a reduzir e controlar os níveis de LDL-colesterol e triglicerídeos”, informa.

Papel do farmacêutico

Para Heloísa, o farmacêutico tem destaque do momento atual de pandemia do Covid-19, devido ao seu conhecimento farmacológico. “No campo assistencial, os farmacêuticos também atuam na linha de frente e possuem um papel indispensável no uso racional de medicamentos, principalmente durante este período de escassez medicamentosa que a crise da COVID-19 vem causando”, diz. Para ela, o farmacêutico bem preparado pode atuar diretamente com a promoção da saúde e prevenção de riscos e agravos à saúde e no gerenciamento dos processos de trabalho. “Atuando em conjunto com uma equipe multidisciplinar, nós somos responsáveis por adotar práticas de dispensação segura de medicamentos e otimização da farmacoterapia, a fim de garantir segurança, saúde, qualidade de vida e efetividade no tratamento do paciente”, completa.


Warning: sprintf(): Too few arguments in /home/admin/web/blogibras.com.br/public_html/wp-includes/link-template.php on line 2609

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *