Em busca de novos desafios, Farmacêutica mineira investe na área da saúde estética

 

A profissão sempre foi de realizações para Karina Figueiredo Chaves, farmacêutica mineira. Formada em Farmácia Bioquímica há 18 anos pela UFMG, ela coleciona memórias e conquistas e, após enfrentar desafios inerentes à profissão em diversos setores, Karina hoje é farmacêutica esteta em São Paulo/SP.

Antes de embarcar de vez na área da cosmetologia, Karina atuou no campo das análises clínicas, logo depois da graduação. “Depois atuei bastante tempo em drogarias, o que me proporcionou uma entrada importante na parte gerencial. Virei coordenadora e gerente, e isso me fez buscar uma qualificação em gestão de negócios”, conta. A jornada seguinte foi na farmácia de manipulação, onde permaneceu por 10 anos.

Os desafios não pararam. Atualmente, Karina se dedica exclusivamente na área da farmácia estética, após se especializar na Pós-Graduação em Saúde Estética e Cosmética, oferecida pela Faculdade Cathedral em parceria com o IBras. Ela não está sozinha. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Farmácia Estética, dos 220 mil farmacêuticos atuantes no Brasil, 2.096 trabalham na área da estética.

Desde que concluiu a especialização em 2018, Karina atua exclusivamente com saúde estética. No espaço em que atua como parceira, ela realiza procedimentos corporais (carboxiterapia, intradermoterapia, secagem de vasos, tratamento de estrias e celulites), faciais (aplicação de toxina botulínica, preenchimentos, bioestimuladores, peelings, microagulhamento) e capilares (processos de cuidado e prevenção da calvície e alopecia). “Em Belo Horizonte, minha cidade natal, eu já cheguei a ter consultório próprio, porém, saí da sociedade por conta da minha mudança; estou muito feliz com minha forma de trabalho atual, no futuro breve eu pretendo montar meu consultório novamente”, diz.

Mesmo regulamentada recentemente (em 2013), a área da estética atrai cada vez mais farmacêuticos. A afinidade com o cuidado ao paciente e conhecimentos prévios são um dos diferenciais que o profissional possui frente a outras profissões, segundo Karina. “O embasamento em anatomia, fisiologia, farmacologia, química farmacêutica e cuidado ao paciente complementam muito a formação do profissional; o farmacêutico tem sido cada vez mais reconhecido e valorizado na estética; me orgulho muito em ser farmacêutica e eu sei que nós temos muito a entregar para o nosso paciente nesta área”, explica.

O ano de 2020 foi marcado por desafios na área da saúde, e o farmacêutico pode contribuir significativamente para o setor. Para Karina, ser farmacêutico no Brasil é ser parte de uma equipe multidisciplinar e deve continuar acreditando no benefício que ele pode oferecer para a população. Mesmo na área da estética, a saúde e o cuidado ao paciente não devem ficar de lado. “É muito gratificante buscar diariamente pelo conhecimento, pelas inovações e principalmente saber transformar isso em algum tipo de realização para o nosso paciente, seja ele na realização em procedimento estético, seja ele em uma orientação a saúde”, completa.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *