Fomos fundamentais no tratamento dos pacientes, diz farmacêutico enviado a Moçambique

  • 2145d4a4-4510-4458-b59c-d24b511c8a27
  • 7533b1ad-cab7-487d-932c-fe38325b0cb1
  • 24b0df01-dbd5-460b-8a4f-a1238dccd0e8
  • 7803c74c-9e12-473a-b33c-12715b33ce5b
  • f648ae30-671b-48a0-9a2c-23853998813e
  • 20085462-2851-4887-833b-353c9caa7036
  • bb7b5622-45af-49de-81f1-894340f59c8a
  • c4b940d8-d849-47ed-93cb-009d51bfb97e
  • c32fd9b6-1cdd-43d2-aba7-2fe4a643ce2e
  • c4f2b107-9c04-4b21-93c9-5a0145eead1c
  • f5add87c-6a4b-439b-9b38-4c4fb07534a8
  • b4008dd6-08bf-424a-affa-948c6f232eb3
  • c944be5f-4893-4268-a3e5-1f88823bde0a

You may also like...

2 Responses

  1. Silvia Regina disse:

    O importante papel dos farmacêuticos deveria ser mais divulgado e mais aproveitado. O trabalho deles vai além de ficar atras de um balcão de farmácia . Parabéns a todos os profissionais que se dispuseram nessa missão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *